Relógio

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Terremoto de Elazığ de 2010






Terremoto de Elazığ de 2010
Elazığ Turkey Provinces locator.gif
Mapa da Turquia com a província de Elazığ em destaque.
Data8 de março de 2010 (1 anos)
Magnitude5,9 MW
Profundidade10 km
Epicentro Turquiaprovíncia de Elazığ
38° 48′ N 40° 6′ E
Zonas atingidas TurquiaRegião da Anatólia Oriental
Vítimaspelo menos 57 mortos



terremoto de Elazığ de 2010 foi um sismo ocorrido na madrugada de domingo, 8 de março de 2010 na Turquia, com epicentro na província de Elazığ (Anatólia Oriental), no centro-leste do país, 45 km a oeste da cidade Bingol, 105 km a sul-sudeste de Elazığ e 625 km a leste da capital, Ancara. De acordo com o Observatório Sismológico de Kandilli, em Istambul, a rutura ocorreu às 4h32m locais, a uma profundidade de 10 km em Basyurt-Karakocan, atingindo 5,9 graus na escala de Richter (Mw). Mais de 20 tremores secundários foram registrados na região, o mais intenso, de magnitude 5,5 na escala de Richter.
De acordo com notícias de vários canais mundiais, pelo menos 57 pessoas morreram. Outras 100 ou mais, foram hospitalizadas, muitas delas, depois de saltarem e caírem de prédios durante o sismo  A correria pelas ruas, originou a outras lesões.  Porém, o número de mortos continua a aumentar.
Muitos táxis e veículos, foram utilizados para transportarem feridos para os hospitais. A maioria das pessoas estavam dormindo, no momento do abalo sísmico. quatro irmãs que se encontravam dormindo em uma casa, acabaram por falecer. Animais de criação, em fazendas, também foram mortos, e um minarete caiu.
Segundo funcionários públicos, a maioria das mortes ocorreu em três aldeias: Okcular,Yukari Kanatli e Kayali.
Pelo menos, cinco aldeias, porém, sofreram perdas de vidas.Os moradores fugiram de edifícios, passando a noite fora e acendendo fogueiras nas ruas para o calor.
O abalo aconteceu uma semana depois, logo após a Câmara dos Engenheiros Civis da Turquia ter enviado ao Parlamento um relatório detalhado sobre os projetos de construção de prédios inadequados e da possibilidade da cidade de Istambul ser destruída por um terremoto, o qual poderia matar dezenas de milhares de pessoas, em algum momento, nas próximas três décadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário